-Objetivos- -Coleções- -Glossário- -Artigos- -Reportagens- -Notícias- -Universo da Filatelia- -Informações- -Peças Filatélicas- -Material Filatélico- -Mercado Virtual- -Bibliografia- -Aceita um cafezinho?- -Contato- -Home-

30 de novembro de 2018


14 - Ronaldo Golias - Humorista Brasileiro
(Emissão Postal Especial)

14 - Ronaldo Golias - Humorista Brasileiro
(Emissão Postal Especial)
Carimbo comemorativo de 1º dia de circulação
--------------------------------------------------------------
SOBRE O SELO

A arte dessa emissão compõe-se de uma caricatura do ator Ronald Golias, representando de forma hu - morística, gestos e hábitos de dois de seus personagens de mais sucesso. A roupa do desenho remete ao personagem Carlo Bronco Dinossauro, tipo irreverente e desprezível, preocupado apenas em aproveitar a vida, sempre vestindo um terno desalinhado e uma pequena gravata vermelha. O rosto faz referência ao personagem Pacífico, tipo zombeteiro, brincalhão e debochado, que usava um boné com a aba virada. Um dos olhos está fechado, como dando uma “piscadinha”, simulando uma cumplicidade entre o observador e o personagem. O artista usou lápis e computação gráfica.

DETALHES TÉCNICOS

Edital nº 14 Arte: Orlandeli Processo de Impressão: ofsete Papel: cuchê autoadesivo Folha com 30 selos Valor facial: 1º Porte Carta Não Comercial Tiragem: 510.000 selos Área de desenho: 30mm x 30mm Dimensão do selo: 36mm x 36mm Picotagem: semicorte com "BR" Data de emissão: 30/11/2018 Local de lançamento: São Carlos/SP Impressão: Casa da Moeda do Brasil

Cód. de comercialização: 852012721

--------------------------------------------------------------

Texto descritivo do Edital
RONALD GOLIAS - HUMORISTA BRASILEIRO

José Ronald Golias, nasceu em São Carlos/SP, em 4 de maio de 1929. O nome Ronald foi escolhido por seu pai, admirador do ator Ronald Colman.

Mudou-se para São Paulo em 1940, onde foi alfaiate e funileiro antes de se iniciar na carreira artística, nos anos 1940, fazendo acrobacias aquáticas no grupo Acqualoucos. Suas performances com a trupe acabaram por levá-lo a participar do programa "Calouros em Cena", da Rádio Cultura.

Nos anos 50, Golias passou a integrar a equipe de artistas da Rádio Nacional, onde conheceu Manuel de Nóbrega que em 1957 o convidou a participar do humorístico "A Praça da Alegria" que estreara naquele mesmo ano pela TV Paulista. Interpretando o inquieto Pacífico (do bordão "Ô Cride, fala pra mãe..."), ele acabou tornando-se uma das estrelas da ainda incipiente televisão brasileira.

Com o sucesso na TV, ele estreou no cinema na comédia "Um Marido Barra-Limpa" (1957), de Luís Sérgio Person. Participou também de "Os Três Cangaceiros" (1961), de Victor Lima, quando contracenou com Ankito e Grande Otelo. Entre seus últimos trabalhos cinematográficos estão "O Dono da Bola" (1961) e "Golias contra o Homem das Bolinhas" (1969).

Golias dedicou-se a maior parte de sua carreira para a televisão. Seu personagem Carlos Bronco Dinossauro, tornouse um dos destaques da "Família Trapo", programa exibido pela TV Record entre 1967 e 1971. Contracenando com Jô Soares, Ricardo Corte-Real, Cidinha Campos, Renata Fronzi e Otelo Zeloni, Golias consagrou-se definitivamente como um dos mais célebres humoristas do Brasil.

Após o término da Família Trapo, em 1971, Golias protagonizou ainda na Record o seriado "Bronco Total", entre 1972 e 1973. Em 1979, na Globo, estrelou o seriado "Superbronco". Nos anos 80 foi para a Bandeirantes, para trabalhar no humorístico "Bronco".

Em junho de 1990, passou a integrar o elenco fixo da "Praça é Nossa", no SBT, onde permaneceu até 2005 interpretando personagens como O Profeta, Bronco, Pacífico e Professor Bartolomeu. Nesse meio tempo, foi protagonista na mesma emissora dos humorísticos "Escolinha do Golias" (com Nair Bello) e "Meu Cunhado" (com Moacyr Franco).

Faleceu em 27 de setembro de 2005, aos 76 anos. Atores, apresentadores e artistas em geral rendem-lhe homenagens, ainda hoje. Em 16 de setembro de 2007 a prefeitura de São Carlos inaugurou a Praça Ronald Golias em homenagem ao humorista no bairro de cidade Aracy, e, também, fundou o Museu Ronald Golias na rua Geminiano Costa, 401 (na casa onde Golias residiu). A cidade paulista de Serra Negra o homenageou com uma estátua em bronze, em tamanho real, onde está sentado em um banco da praça em frente à prefeitura da mesma cidade, com sua marca registrada, um sorriso sincero e cativante.

Boa parte dos críticos, jornalistas e comentaristas refere-se ao humor de Ronald Golias como ingênuo, simples e familiar. Pois era exatamente assim que o comediante gostava de atuar, sem apelação, sem causar constrangimentos para quem quer que fosse. Admirado por todos que trabalharam e conviveram com ele, por sua honestidade e caráter, Golias também é reconhecido como grande profissional. Sua carreira se confunde com o auge do rádio e da criação TV no Brasil, onde foi um dos pioneiros.

No coração de milhões de brasileiros o grande "Pacífico" está eternizado, com a lembrança e a gratidão de várias gerações pela alegria e felicidade que ele proporcionou.

Centro Municipal de Artes e Cultura - CEMAC
Coordenadoria de Artes e Cultura - CAE
Prefeitura Municipal de São Carlos/SP
--------------------------------------------------------------
Veja a íntegra do Edital (Arquivo .pdf)

Edital 14 - 2018
Ronaldo Golias - Humorista Brasileiro
(Emissão Postal Especial)
--------------------------------------------------------------
Alguns dos temas ilustrados pelas peças

Artes cênicas, humoristas, personalidades, televisão, efemérides.

--------------------------------------------------------------
Peças Filatélicas

Serão preparadas peças filatélicas com base no selo, carimbo, envelopes e cartões-postais.

--------------------------------------------------------------
Próxima Série: Clique no título.
15 - Guiana: Turismo, Fauna e Flora
(Emissão Postal Especial) (4/12)
--------------------------------------------------------------
Série Anterior: Clique no título.
00e(p) - Brasília Capital Moto Week 2018
Voltar para o Indice do Album 2018
Desenvolvimento: João Alberto Correia da Silva